Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Quarta-feira, 13.03.13

somos um país de analfabetos

Image.jpg


Morcela com cedilha - isso é pouco, é apenas mais um erro
Todos os dias há gente que escreve bem empenhada em demonstrar que estamos num
país de analfabetos. Vejamos apenas alguns exemplos. Num jornal oferecido à
porta do Metro alguém escreve «Os dias enrolam-se uns nos outros. Como teias de
arranha». Assim mesmo, arranha por aranha. Trata-se de um destaque pelas piores
razões. Leio um livro onde o nome do antigo governador da Guiné aparece escrito
como Shulz quando é bem Shultz, depois aparece Shengor quando é bem Senghor,
aparece plastico por plástico, depois é Ansumane Mane por Ansumane Mané, logo a
seguir Gambia por Gâmbia.
Mas onde a coisa mais me enterneceu foi numa publicação que me ofereceram na
Bolsa de Turismo de Lisboa. Trata-se do guia turístico de 2013 intitulado
«açores» numa edição da «Publiçor». Vejamos: As velhas receitas tradicionais
mantêm-se em pratos apetitosos e suculentos como o caldo azedo, couves
solteiras, os chicharros fritos com molho vilão, o polvo assado no forno, os
torresmos em molho de fígado, linguiça com inhames, a morçela com
ananás…» Fiquemos por aqui. Esta morcela com cedilha é um espanto, quem
escreveu não sabe e já não há revisores. Os computadores, pelos vistos, não
substituem o cérebro humano e a sua capacidade para descobrir lapsos. Aqui no
caso da morcela com cedilha da página 69 deste livrinho (guia turístico 2013)
talvez tenha a ver com a palavra Açores. Embora apareça com caixa baixa na capa
do guia, para mim Açores é um termo sempre escrito com caixa alta. Mas também é
sempre com cedilha. E aqui talvez esteja a confusão: alguém pode ter pensado
que morcela se escrevia da mesma maneira que Açores. Para concluir –
morcela com cedilha pode ser muito ou pode ser pouco mas acaba por ser apenas
mais um erro, nada mais.
José do Carmo Francisco
--

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 22:30

Quarta-feira, 13.03.13

beto é pimparel como rodrigues dos santos

Image.jpg

O Beto também é Pimparel de nome de família Quando José Rodrigues dos Santos, o Pinheiro Chagas da nossa geração actual, falou na TV dos seus antepassados de Trás-os-Montes, houve um nome que se tornou familiar à minha memória. Em 1998, era eu redactor do jornal «Sporting» no velho campo nº 2 de Alvalade, desaparecido para dar lugar ao novo estádio, lembro-me bem do primeiro jogo de Alberto Pimparel, hoje guarda-redes da equipa principal de futebol do Sevilha em Espanha. Pois o rapaz não me largava para que o nome na ficha do jogo fosse Beto e não Alberto Pimparel como constava no documento elaborado pelos serviços do futebol juvenil. Eu remetia o incansável juvenil para o seu delegado Júlio Cernadas Pereira, Juca para os admiradores e amigos, por ser o seu nome de guerra desde Lourenço Marques quando uma viagem demorava 45 dias até Lisboa. Para o redactor do semanário do nosso Clube só podia haver, alterações à ficha se o delegado ao jogo o permitisse. Daí o meu endossar da decisão para o senhor Juca. E não deixa de ser curioso que o Alberto Pimparel quisesse ser Beto dependendo a decisão de um delegado cujo nome era Júlio Cernadas Pereira, conhecido por Juca. Algo de parecido se passou com o jogador Luís Carlos Cunha, trazido da Amadora pelo treinador e seu professor João Couto. Não jogou logo porque não tinha documentos e foi preciso alguém ir à Holanda para os arranjar junta da mãe do jogador. Pois esse rapaz logo pediu para ser tratado por Nani em vez de Luís Carlos Cunha. Ele em 2013 brilha em Manchester mas hoje quero assinalar apenas esta curiosidade. O nome Pimparel é comum a Alberto (Beto) que foi guarda-redes dos juniores do Sporting e a José Rodrigues dos Santos, o Pinheiro Chaga da nossa época, jornalista e escritor muito popular. Ao tempo até Eça de Queirós ficava para trás. José do Carmo Francisco --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 13:14


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Visitas