Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Sábado, 30.04.16

uma certa casa térrea ali perto de coruche

Image.jpg


«A vida é como a morte de São Bernardo; uns a rir, outros a chorar». Na região de Alcobaça, há sessenta anos, esta frase era muitas vezes usada no meu tempo de criança em Santa Catarina quando era habitual encontrar-se um miúdo nos caminhos das fazendas (as chamadas serventias) e lá saía a inevitável pergunta «Óh nino, de quem és tu?». Era assim mais ou menos. Um pouco como na Bíblia, a riqueza das pessoas media-se pelo número de filhos, de animais e de criados. Quanto mais filhos tinha mais rico era o homem da casa e muitas vezes, à saída da missa no Domingo de manhã, era o pai do rapaz que recebia a jorna do filho e lhe dava (quando dava) uma «folha de alface» para uma pequena paródia com os amigos. (Para quem não sabe uma folha de alface era uma nota de vinte escudos - porque era verde). Pois a vida, pelo menos para mim, não é uniforme nem sempre igual. Umas vezes aparece o colectivo, outras a vida é mais individual. Muitas vezes o «nós» dá lugar ao «eu». Trabalho desde 1966 e sempre estive integrado no BPA em grandes sectores, grandes secções e grandes departamentos. Mesmo no jornalismo e na literatura, a partir de 1978, sempre me liguei a grande projectos e a grandes editoras. Mas muitas vezes a solidão apetece até como contraponto ao colectivo. Um certo egoísmo parece ganhar por momentos ao espírito solidário quando passo por uma pequena casa e sonho com meia dúzia de livros, um caderno de apontamentos, um fogão no Inverno, uma sesta no Verão. Mas essas ideias são um intervalo, uma coisa de vai e vem, surge e desaparece, nasce e morre. Nada mais que um capricho solitário na cabeça de um cabouqueiro de palavras solidárias desde 1966. Primeiro como leitor das catedrais de papel, depois como obscuro construtor desse efémero semanal. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 10:29



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930





Visitas