Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Transporte Sentimental



Quarta-feira, 01.04.15

teresa silva carvalho - obrigado «por tudo o que me deste»

Image.jpg


Teresa Silva Carvalho - Um feliz acaso da Internet trouxe-me a sua voz que já não ouvia na rádio há tantos anos. Culpa de quem? Apetece responder: de toda a gente em geral e de ninguém em particular. Mas também culpa dos homens que tudo decidem nas rádios, as listas, as preferências, as prioridades. A voz de Teresa Silva Carvalho tem um timbre bem especial, um registo caloroso no qual a força se mistura com a fragilidade, num encontro feliz entre música e letra. Entre os sons e as palavras. Lembro-me de ter ouvido religiosamente o LP com o «ó rama ó que linda rama» e outras canções (de José Afonso por exemplo) e digo religiosamente porque ouvir o LP era ouvir o som da charneca, a voz da terra misturada com a água. A voz de Teresa Silva Carvalho tem os quatro elementos essenciais da vida (água, terra, fogo e ar) porque junta no som que eleva do rés-do-chão da vida toda a força da palavra. A voz de Teresa Silva Carvalho foi buscar aos livros nas prateleiras das bibliotecas as palavras vivas que cantam todo o homem que não quer morrer: os poemas de Florbela Espanca, António Botto, Carlos Queirós, Luís de Camões e José Carlos Ary dos Santos. Pelo menos estes nomes ditos de memória. «Por tudo o que me deste» obrigado Teresa Silva Carvalho. Porque hoje passei a tarde a ouvir as canções possíveis na Internet por sugestão de Vítor Marceneiro, o neto do grande Alfredo Marceneiro. Mudei de casa e estou perdido, não sei onde tenho os discos mas nem sequer tenho aparelho para os ouvir. Adiante. Há-de haver pelo menos um CD nos grandes armazéns aqui perto já que os homens que decidem tudo nas rádios não conhecem a voz de Teresa Silva Carvalho. A partir de amanhã vou procurar ganhar um pouco do meu tempo perdido, tempo longe do esplendor da sua voz. E da terra que a voz respira. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 08:59


1 comentário

De Luis Eme a 01.04.2015 às 09:56

tantas vozes perdidas pelos becos da nossa memória...

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930





Visitas