Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Segunda-feira, 01.08.16

«são sérias, asseadas e danadas para trabalhar!»

Pegachas.jpeg


Por estes dias de calor encontrei uma senhora simpática, simples e prestável nas bilheteiras da Piscina de Abrantes. A conversa revelou ser a dita senhora um elemento activo do Rancho Folclórico do Pego. Vivi no Montijo de 1957 a 1960, em Vila Franca de Xira de 1961 a 1966 e trabalhei em Santarém de 1997 a 2001.Ao todo são treze anos de ligação ao Tejo. Quando vivi em Vila Franca de Xira a minha casa era num bairro periférico, o Bairro do Bom Retiro e lembro-me de ouvir dizer isto de um grupo de «pegachas» junto à estação da CP: «São sérias, asseadas e danadas para trabalhar!». A frase era dita por mulheres de alguma idade e muito bom conhecimento da vida. Por isso era verdade. A nossa conversa andou à volta do possível e do provável da vida de cada um de nós. Afinal temos amigos comuns (Aurélio Lopes, Bertino Martins, Ludgero Mendes) e o Tejo da referida senhora do Pego é o mesmo que eu vejo quando abro a janela da minha casa em Lisboa. Com a pressa, por causa da força das convenções e dos compromissos, nem lhe dei o meu nome nem lhe pedi o seu. Mas isso não é o mais importante agora. Houve entre nós um encontro e surgiram resultados, por isso valeu a pena. Só faltou o vento na Piscina de Abrantes. O mesmo vento que secava a roupa nos estendais e fazia cantar as velas dos moínhos onde a nossa gente trocava o grão por farinha. Mas os tempos mudaram. Hoje em vez de estendal as mulheres secam a roupa em máquinas e em vez de moínhos com farinha e moleiro o pão industrial é vendido em supermercados. Tudo mudou. Até os campinos usam telemóvel e jipes em vez de cavalos. Tudo mudou mas o vento continua a fazer muita falta na vida de todos nós. O vento e a memória também. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 18:42



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2016

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031





Visitas