Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Quinta-feira, 26.03.15

«requiem por auschwitz» de isabel aguiar

Image.jpg


Autora de poesia e de literatura infanto-juvenil, ensaísta e tradutora, Isabel Aguiar (que se estreou com «Sandálias do Tempo») mostra neste livro de poemas como se pode resumir toda a Vida e toda a Morte do Mundo em apenas 30 páginas. A Música dita erudita tem dado à nossa História muitos requiem (Mozart, Berlioz e Verdi são alguns) mas neste livro a música está nas palavras como na página 12: «São um requiem por Auschwitz os dedinhos de uma criança / trilhados na porta de um vagão.» Essa realidade não é o passado mas sim o presente como se lê na página 10: «Num cântaro azul / Vertem-se as lágrimas dos pais que ainda / Hoje perdem filhos em Auschwitz.» O poema, sendo a voz do poeta, não deixa de ser uma encomenda social invisível mas efectiva como se lê na página 14: «Os mortos de Auschwitz / Pedem um requiem / Enquanto plantam flores ao longo dos caminhos.» O poema levanta-se para proclamar «Que todos me Perdoem Exisitr depois de Auschwitz» depois de lembrar três nomes ligados a Auschwitz (Paul Celan, Etty Hillesum, Walter Benjamin) e de garantir - «Deus soluçava a milhas de distância no firmamento». Neste livro as páginas da História entram nos versos - «A Cruz Vermelha comunicou a morte de Etty Hillesum a 15 de Setembro de 1943 / O calendário mundial esburacou-se.» O livro, breve mas intenso, conclui-se ao afirmar que o poema é a voz das mães mais sós do Mundo: «Não tiveram direito nem aos calhaus / Sobre a pedra do Túmulo / As mães mais sós do mundo / As mães que não vimos / E por isso falamos na sua vez». Porque o poema assume a dor do Mundo e do Tempo: «Mães sem vida / Encalhadas as faces nos lugares impuros / Mães da desolação maior do mundo / A chorarem atrás dos muros com arame farpado / Farpas no meu coração.» (Editora Licorne, editoralicorne.blogspot.com) --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 13:00



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  






Visitas