Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Domingo, 10.07.16

pisagem e povoamento num quadro de cesare novi

Paisaggio con Lavanda 18x24 de Cesare Novi.JPG


Em Portugal, no Baixo Alentejo, há três rios (Sado, Mira e Guadiana) que cortam a monotonia da paisagem e do seu povoamento. A massa líquida desses três rios transporta humidade em contraponto com a seca e o calor da terra. O que no quadro de Cesare Novi é organizado em sementeira de alfazema, surge no Baixo Alentejo, perto dos rios, como uma espécie dita espontânea a quem os técnicos dão o nome de «alfazema de folha recortada». Utilizado nas indústrias de saboaria e de perfumes como «essência de lavanda», o seu óleo é mais que importante para essas indústrias porque é essencial. Ao centro do quadro de Cesare Novi uma casa com a sua gramática de sonhos e de gente activa que não se vê mas se pressente, que não se ouve mas existe, que não tem figura definida mas está presente. Há na sementeira de alfazema uma promessa de abundância. Há na casa um reduto contra a noite, a chuva e o vento. O que Cesare Novi nos propõe é uma elegia feliz de um tempo onde cada minuto se deixa usufruir na sua plenitude de sessenta segundos completos e cheios. No intervalo das tarefas, o espaço da contemplação. Todas as manhãs o Mundo acorda com notícias de morte, bombas em mesquitas, naufrágios em barcos de borracha, assassínios com armas de fogo de toda a espécie, crimes servidos à mesa do café com todos os pormenores da tristeza. O que este quadro de Cesare Novi revela e desenha é um outro tempo, um tempo de espera da sementeira para a colheita, um tempo em que a Terra multiplica a alegria da alfazema ao contrário das notícias que instalam o luto nas pequenas mesas do café da manhã. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 09:24



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Visitas