Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Sábado, 03.09.16

«magreza não é pitafe» num conto de natal de vitorino nemésio em 1946

Image.jpg


A revista custava 5 escudos, tinha o título de «Ver e Crer» e um subtítulo «Cada assunto vale um livro» sendo seus responsáveis José Ribeiro dos Santos e Mário Neves, editor e propietário. Vitorino Nemésio é um dos colaboradores do número especial de Natal de 1946 com o conto «O Natal da Bilhordas» que ocupa sete páginas da revista. O autor açoriano (1901-1978) é apresentado nestes termos: «Poeta e prosador que marcou há muito o seu lugar nas letras, é autor de uma já ampla bibliografia que vai desde a poesia e do conto ao romance ou ao estudo erudito. Licenciado em Filologia Germânica, foi leitor nas Universidades de Montpellier e Bruxelas, conquistando depois, brilhantemente, o lugar de professor da Faculdade de Letras de Lisboa.» Habituado a trocar títulos por causa do seu anterior romance «Mau tempo no canal» cujo título inicial era «Negócio de pomba», Vitorino Nemésio troca Tovim por Trevim e Coimbra por Milréus, nome de um antigo mosteiro da Cidade. Na segunda página do conto surge uma expressão «Magreza não é pitafe» e a palavra pitafe significa «defeito» nos bons dicionários sendo o seu uso muito frequente nos Açores marcando assim a origem do autor que nasceu em Vila Praia da Vitória. O pano de fundo do conto é o sofrimento da Bilhordas para chegar à ementa de Natal: «Era costume cozer um bacalhau com batatas, aferventar umas berças para embrulhar melhor o fio de azeite fino e fritar velhozes de abóbora. Tudo isso porém carecia de crédito na venda – que a féria, a tapar fiados parecia um coxo a correr atrás de um recruta de alpercatas…» Um aspecto curioso é o uso de palavras como trolhas e carpinas em vez de pedreiros e carpinteiros. Lendo na mesma Revista os textos de autores como Rodrigues Miguéis, Guedes de Amorim, Rocha Martins ou Mário de Azevedo Gomes julgamos ver em Vitorino Nemésio não um presencistas ma um neo-realista. Mas isso é outra história que não cabe em crónica curta. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 16:18



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930





Visitas