Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Quarta-feira, 14.12.16

essa palavra «pardinal» lida em «os pescadores» de raul brandão

Image.jpg


Nasci em Santa Catarina, concelho de Caldas da Rainha (1951) e fui criado até aos sete anos numa família alargada (pais, tios, avós, tios-avós, padrinhos) na qual as palavras eram objecto de uma certa atenção. Lembro-me bem de ouvir o meu avô que era carpinteiro e tanoeiro além de fazer carros de bois e caixões para «anjinhos» (José Almeida Penas) a usar palavras como (por exemplo) briol por vinho, estaminé por confusão ou baiúca por taberna tal como meu tio sacristão na paróquia local (Álvaro do Carmo Almeida) discutia a diferença entre baptizado e baptismo, o mesmo é dizer entre cerimónia e sacramento. Embora tenha conhecido na casa dos meus avós algumas das mulheres da praia da Nazaré que vinham a pé vender peixe a Santa Catarina (Elvira, Rosa, Tia Barrila) e ouvido as suas falas a meio de uma conversa («pavia de quê?») ou no momento de partir («imbora simbora!») eu só há muito pouco tempo descobri a palavra «pardinal» no livro «Os pescadores» de Raul Brandão. Um texto que é afinal de 1923. Nenhum dos bons dicionários que tenho em casa (nem o Moraes nem o Afonso Praça nem o da Sociedade da Língua Portuguesa) registam a palavra «pardinal» mas no livro «O que veio à rede…», editado pela Câmara Municipal de Sesimbra, cujos autores são Paulo PItôrra, António Cagica Rapaz, António Reis Marques e Rafael Monteiro, aparece uma palavra parecida. Trata-se de «pardela» como sinónimo de pateta, amalucado ou inquieto. De facto e como se lê na página 131 do referido livro «a pardela é uma ave marítima que pesca sardinha e que serve de indício da presença de um cardume». Não tenho a certeza mas pode ser que uma coisa tenha a ver com a outra porque tanto a Nazaré como Sesimbra são terras de pescadores. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 08:55



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2016

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031





Visitas