Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Segunda-feira, 13.04.15

dissertação para vinte anos depois de uma morte civil - foto de valter vinagre

Image.jpg


A vida é um mistério, não é um negócio. Se fosse um negócio os ricos compravam a saúde e morriam o mais tarde possível. Passam hoje vinte anos (1995) sobre a morte civil da minha mãe e agora (2015) percebo que vinte anos são uma geração. O meu avô nasceu em 1906 e o meu neto mais velho em 2006, contando pelo meio a minha mãe (1929), eu (1951) e a minha filha mais velha (1978). Cem anos são cinco gerações. O meu avô ainda conheceu a sua primeira bisneta mas a minha mãe já não conheceu nenhum dos bisnetos. Fernando Pessoa escreveu que «morrer é deixar de ser visto na curva da estrada» mas essa é apenas uma das frases que está sempre à mão tal como dizer que «morrem jovens os que os deuses amam». No caso dos meus netos não penso apenas no amor mas também nas gracinhas. O mais velho já anda na quarta classe e disse outro dia frente à barragem do Castelo de Bode: «Estou a ver o pôr-do- sol! Não me distraiam!» O meu neto do meio que fez quatro anos no dia 7 de Abril já tem ideias sobre o seu futuro: «Quero ser piloto de um helicóptero!». O mais novo tem três anos e meio, anda no mesmo colégio que o pai frequentou há 30 anos e telefonou-me outro dia para dizer: «Avô, eu já tenho uma namorada!» É perante estas saídas dos piolhos que eu me lembro ainda mais da minha mãe. Penso na maneira como poderia ser receptiva a estas frases mas também há factos que é bom não terem chegado ao seu conhecimento ou terem acontecido alguns anos depois. Por exemplo não chegou a saber que a casa onde nasceu (e eu nasci) está em ruínas. Há uma frase muito usada na região de Alcobaça: «A vida é como a morte de São Bernardo, uns a rir outros a chorar.» Também é isso mas é muito mais do que isso. Mas nesse caso é outra história. Porque a vida é um mistério, não é um negócio. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 17:16



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930





Visitas