Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Terça-feira, 19.07.16

dissertação para a voz de rute na manhã daquele dia

Image.jpg


A voz de Rute é o som da memória de algumas palavras soltas na mesa do café na manhã daquele dia. Na pressa do encontro o que outros poderão chamar de timbre e altura, entoação e acento articulatório chamo eu, na crónica que é um quase poema, a origem corporal, orgânica e física porque a voz de Rute traz ao meu espírito a memória de uma gramática de som organizada num tempo especial, sem ódio nem amor, sem saudade nem desejo. Um tempo em que tudo era possível porque tudo estava à distância de uma voz convocando a alegria sem dimensão nem volume. De repente a voz fica na mesa do café como resgate de uma despedida inesperada e a mulher-menina surge a sorrir no atrelado de um eléctrico amarelo, volta a ser Verão na cidade e as meninas envergam de novo vestidos leves. Há nos passeios das ruas um perfume que parece alfazema e uma luz teimosa que permanece até hoje intacta dentro do som da voz. Na voz de Rute há um rio incansável, antigo e feliz por repetir o seu eterno ciclo da água entre o branco das nuvens e o azul do mar. Tudo na potência da voz de Rute vai apaziguar todos os conflitos, todas as dúvidas e todas as hesitações da felicidade quotidiana. Tal como num moinho de maré há, na voz de Rute, o relógio capaz de abrir o tempo dos três mundos – animal, vegetal e mineral. Quando se abrem as comportas desse moinho as palavras inundam o silêncio e tudo volta ao usufruto de plenitude da água. Porque é de água que se trata nesta voz que convoca sementeiras e colheitas, alegria e abundância, celeiros e adegas onde o tempo parou numa etapa feliz do calendário do ano. E onde todos os anos a voz repete a invocação desse moinho que parece estar ali desde sempre. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 19:40



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Visitas