Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Transporte Sentimental



Sexta-feira, 25.03.16

de caló a murillo lopes ou quando um azar nunca vem só

Image.jpg


Ainda e sempre, para mim o jornalismo é literatura e a literatura é artesanato. Nunca foi nem será indústria. Ainda sou dos que escreve à mão e usa uma régua para avançar nas linhas dos apontamentos quando os passo a limpo para o computador. Vamos aos factos. Fui convidado em 4-5-2015 pela Editora Gato do Bosque para trabalhar num livro sobre Vítor Damas. O projecto era simples, na aparência: juntar alguns entrevistas, a de Murillo Lopes (n. 1944), falhei porque não a passei para o livro. Erro crasso e sem desculpa. Não sei explicar como é que as 25 linhas de apontamentos são saíram do caderno respectivo e saltaram para o «Word» e, por sua vez, para a arte final do livro «Vítor Damas – A baliza de prata». Também não sei explicar como, nas sucessivas revisões, não fui capaz de descobrir a minha falha. Estou desolado com o meu erro que é meu e só meu. Murillo Lopes que me perdoe. Tudo aconteceu numa sucessão de erros em cadeia. Quanto a Francisco Caló (n.1944) só agora, já o livro estava impresso, descobri o seu contacto e o escritório onde trabalha mas, apesar de tudo isso, o seu nome aparece sete vezes neste livro, nas páginas 26 (2 vezes), 27, 210, 213, 215 e 216. Nem o facto de ter trabalhado como repórter no Jornal «Sporting» entre 1988 e 2006 me levou textos dispersos e ouvir algumas pessoas. Metade era um trabalho de arquivo, a outra metade era uma reportagem. Neste momento em que o livro saiu da Gráfica Simões & Gaspar Lda mas ainda não foi apresentado ao público, percebo que falhei uma das a ter os contactos do popular Caló. Nunca calhou mas calha agora. Para já temos João Barnabé e Luís Alberto Ferreira a lembrarem Caló a propósito de Vítor Damas. Com Caló foram as circunstâncias, com Murillo Lopes foi um erro crasso que me tem tirado o sono há dois dias. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 10:31


1 comentário

De Luis Eme a 25.03.2016 às 10:50

Só não acontece a quem não escreve livros, JCF...

De certeza que a riqueza do livro compensa as "falhas".

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031





Visitas