Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Domingo, 10.07.16

clara macedo cabral - raposas, tavira e o convento dos cardais

LONDON.jpeg


Começo pelo princípio: a ilustração pertence a Paul Barkshire (n.1953) e ao seu livro «Unexplored London» (Lennard Publishing) sendo a fotografia datada de 27-2-85. Clara Macedo Cabral (n.1969) é autora do livro «Há raposas no parque» (Editora Quidnovi) e escreve na Revista Ler as suas cartas de Londres. O ponto de partida do seu livro é um lugar («O café Euphorium é uma amostra daquilo que Londres tem de melhor, ser o centro do mundo») e um tempo: «Foi há dois anos que mudei a minha vida para Londres. Dizem que só a partir do sétimo ano de permanência neste país se deixam de riscar os anos no calendário, se perde a contagem dos anos.» Noutro ponto do livro há um olhar sobre o povo britânico: «acredito que a grandeza deste povo se deve à insularidade, ao mar, aos almirantes (Nelson, Blake, Drake, Hawke, Duncan, Raleigh), a corsários e piratas, à participação activa em duas Guerras Mundiais, à reconstrução de um país dos escombros, à torrencialidade, ao «fog» destas ilhas, numa palavra, dificuldades que já cá não estão, rijeza que afrouxou.» Mais à frente uma memória de Tavira no tempo das férias: «Resta-me o consolo das noites de Tavira, em manga e vestidos curtos. Tudo isto arrumo no armário à espera do Verão do próximo ano. Sim, é bom viver em Londres. Mas tão bom quanto isso é não ser de Londres ou ter como lhe escapar. Para sítios de um país periférico e pobre, mas também cheio de histórias e de passado, alimento de pretensões que nos fazem sorrir quando vivemos fora.»

Noutro registo o Convento dos Cardais onde um grupo de raparigas («Não têm ninguém no mundo») são tratadas (a crónica é de 2008) pela irmã Augusta e pela irmã Ana Maria: «O mistério dos Cardais é o mistério da transformação. O trabalho que as irmãs fazem pelas raparigas e o modo como estas se entreajudam, elevam as duas partes a uma dignidade que desafia o entendimento e o comportamento comuns.» Ficam estas breves notas de uma leitura plena, completa e feliz, num livro que, mais uma vez, descobri num alfarrabista de Lisboa. Também eu gosto de ir a Tavira ou de visitar o Convento dos Cardais de onde saio sempre mais ricos em emoções do que quando entro. Sem esquecer as raposas no parque de Blackheath, ali entre Lewisham e Greenwich. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 18:55



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Visitas