Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Sábado, 09.04.16

a jornalite aguda de vitorino nemésio

Image.jpg


Sou o mais recente colaborador/cronista do «Correio do Ribatejo», só entrei para a equipa em 2016 mas talvez até por ser o mais novo, sinto que a minha crónica pode ser diferente das outras. Nem melhor nem pior que as outras mas apenas diferente. Celebro os 125 anos do jornal que começou por se chamar «Correio da Extremadura» e coloco em linha um mapa de Portugal desse tempo. Ao vê-lo se percebe que a Estremadura era enorme em 1891. Tinha três distritos (Leiria, Santarém e Lisboa) mas Setúbal era ainda apenas concelho e só em 1937 passa a distrito. Adiante. Um jornal é uma catedral de papel a envolver os sonhos de quem o faz e de quem o lê. As minhas «crónicas do Tejo» são apenas uma pequena capela na grande catedral que nasce e morre todas as semanas. Procuro dar o meu melhor em cada texto semanal. A jornalite aguda de que falava Vitorino Nemésio é uma infecção para toda a vida. Eu fiquei preso à magia da máquina da «Gazeta do Sul» no Montijo quando em 1957 por lá passava e ficava com o nariz colado ao vidro da montra. Hoje esse jornal já não existe mas eu continuo com a jornalite aguda. A de Nemésio nasceu na Vila Praia da Vitória quando ele, ainda miúdo, escreveu umas «Notícias da Praia» que enviou para Angra do Heroísmo ao cuidado do jornal «A União». Conta assim, a chegado desse jornal, o grande senhor das Letras Portuguesas: «Escondi o jornal na blusa, em cima do coração, à porta do Correio e só parei de correr quando estendi a minha mãe, metida no segredo, o meu primeiro troféu de plumitivo.» Anos mais tarde, já batido numa profissão que definiu de modo peculiar («ser jornalista é andar à roda do mundo num pé só») virá garantir: «Há ali miséria, efemeridade, glória e o pão que o diabo amassou». Pois é. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 11:25



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930





Visitas