Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Domingo, 16.10.16

a academia sueca nunca irá saber quem são as netas bastardas de raúl brandão

Barco.jpeg


Quando em 1986 Óscar Lopes se surpreendeu com o facto de, perante o Mundial do México, Fausto Lopo de Carvalho conhecer todos os futebolistas que disputavam um jogo nos relvados mexicanos e em cima da hora era transmitido na televisão da sede da A.P.E. eu, obscuro escritor que estava entre os dois, percebi o alcance da frase de José Régio: «Há mais mundos». Fausto Lopo de Carvalho conhecia o Tigana, o Giresse, o Platini e todos os outros mas Óscar Lopes não reconhecia ninguém nem nunca iria preocupar-se com isso. O indiferente ao futebol acamaradava com o apaixonado mas cada um seguia o seu caminho. O futebol não era comum aos dois, só a Literatura os juntava. Agora que o escândalo rebentou (mais um!) com uma escolha de todo imprevista, inaceitável e inquietante por parte do Júri Sueco, lembrei-me de um poema da António Rebordão Navarro («As mulheres da Cantareira») que termina deste modo: «São putas? São fidalgas? São senhoras? / Netas bastardas de Raúl Brandão? / Meigas, transparentes, adejantes / antes de os elementos / cismarem em criá-las / já elas eram feitas / como deusas cumpridas / entre fumo, mito e névoa. / Como estátuas fenícias? / Como estátuas.» A Academia Sueca vive num Mundo que nada tem a ver com a Poesia de António Rebordão Navarro. «Há mais mundos» como escreveu José Régio. Hoje o poeta não se fez ao mar, Ficou a escrever um poema para «As mulheres da Cantareira» que começa assim: «Naturalmente, antes de as manhãs / pegarem fogo a todas as palmeiras / gastaram elas os perfumes nas rochas / levaram elas os seus seios para as ondas / lavaram os sexos no rio / lavraram os limos com os lábios.» ( A foto é de Filipe Francisco) --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 16:00



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031





Visitas