Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Sexta-feira, 23.10.15

«60 seconds to what?» ou saudação no aniversário de jose galamba de oliveira

Image.jpg


No ano de 1965 Sérgio Leone realizou «Por mais alguns dólares» na sequência do belíssimo «Por um punhado de dólares». A música do primeiro foi por mim ouvida ontem à noite e não mais saiu do meu espírito. A introdução do órgão de tubos na música dum filme do Oeste foi uma novidade mas hoje em 2015 o que conta é a permanência da beleza desta melodia. A solenidade no órgão sai do filme entre sol e pó, entre comboios e cavalos com sede. E entra no meu texto que te recorda em 1972 na Calçada do Combro com aquela capa, parecida com as capas dos cavaleiros do Oeste, a caminho da Rua do Ouro. Quando recordavas a guerra em Angola tu falavas do forno que construíste com a memória dos fornos da Abadia onde as mulheres coziam ao sábado o pão de toda a semana. Mas havia também momentos de humor quando escondemos os sapatos do senhor Roque no caixote do lixo do Silva Martins. O pânico surgiu quando uma chamada convocava o senhor Roque para ir ao Dr. Câmara Pestana. Era rebate falso mas o susto foi verdadeiro enquanto o Silva Martins não descobriu os sapatos ao lado dos papéis rasgados. Hoje penso no tempo que são 70 anos, afinal quase tanto com a distância entre o meu avô de Santa Catarina (1906) e o meu neto mais velho (2006). Os netos são o passado no futuro, as vidas a haver pelas vidas que se perderam. O que mais custa é a morte de quem nos deu a vida mas, não havendo solução, há, pelo menos, uma resposta. A vida dos netos responde à morte das mães. É essa a chave para apaziguar um pouco a dor de quem perdeu uma luz no seu caminho. E a estrada continua. O homem é o único animal que nasce e tem consciência de que é mortal. Toda a nossa vida é condicionada por esta verdade. Perante o frágil da vida e o inevitável da morte, só o amor nos pode salvar. Todas as manhãs há menos uma na Terra mas, quando o amor se prolonga, o dia valerá a pena. A música continua a cumprir o seu papel; cabe a todos nós não a deixar perder-se no silêncio e no vazio. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 18:13



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2015

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031





Visitas