Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Terça-feira, 26.03.13

lágrima de som, liturgia secreta, oração sem palavras

Image.jpg


Ricardo Parreira – uma liturgia para a cidade de Lisboa
Da guitarra portuguesa de Ricardo Parreira sobe do chão do tempo até ao céu
azul da cidade um som completo e fundo, feito de partículas dispersas num misto
de memória, de alegria e de amargura. Memória dos sons da cidade em 1966 quando
os eléctricos da manhã levavam homens de fato-macaco azul para Alcântara e para
o Poço do Bispo, gente anónima que marcava o ponto nos escritórios da Baixa ou
costureirinhas e empregadas de balcão do Chiado com as lancheiras do almoço
para aquecer no forno da Travessa do Ferragial. Os eléctricos subiam velozes a
Rua Augusta e desciam a Rua do Ouro a caminho dos Prazeres.
Alegria dos cinemas de Bairro onde se viam os filmes de estreia um mês depois
dos preços altos no Império, no Monumental ou no São Jorge. Também as livrarias
mais baratas como a Barateira que emprestavam três livros por quinze tostões, a
Universidade dos Pobres como lhe chamou Dinis Machado quando, a sorrir,
convocava o seu privativo «bê á bá» – bom, abundante e barato. Autores
como Gorki, Kafka, Tolstoi, Zola, Shakespeare ou Victor Hugo estavam assim à
mão de semear novos mundos por cinco tostões.
Angústia porque todos tínhamos tido um avô na Flandres, um tio em Cabo Verde,
um primo na Índia e nós mesmos vivíamos no medo mais quotidiano da mobilização
para a guerra colonial que podia vir de um dia para o outro. Havia lenços
brancos nas mãos de todas as mulheres dos soldados: avós, mães, noivas, irmãs,
primas e vizinhas na Rocha Conde de Óbidos.
Qual lágrima de som, qual liturgia secreta, qual oração sem palavras, a música
de Ricardo Parreira é como a chuva inesperada num pátio de Lisboa, capaz de
fazer crescer as sardinheiras dos vasos, a tristeza no coração dos homens e as
lágrimas nos olhos das mulheres.
José do Carmo Francisco
--

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 15:11



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31





Visitas