Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Domingo, 08.01.17

domingos rebelo em 1958 no «salão dos recusados» da gulbenkian

Domingos Rebelo.jpeg


Acaba de ser apresentada em público (Casa dos Açores – Lisboa) por Jorge Rebelo (neto do pintor) um magnífico livro de 160 páginas (Editora Letras Lavadas) com a vida e parte da obra deste artista natural de Ponta Delgada (1891-1975) mas o motivo à vista para esta crónica e para a ilustração que a acompanha é a situação criada em 1958 quando Domingos Rebelo e outros artistas portugueses viram as suas obras rejeitadas pela Fundação Calouste Gulbenkian. O livro que eu tenho abre com uma advertência da Junta Directiva do Grupo de Artistas Portugueses: «Os trabalhos que hoje se expõem, são as obras dos Artistas filiados no Grupo de Artistas Portugueses, que foram rejeitadas pelo Júri de Admissão da Exposição da Fundação Calosute Gulbenkian, cujo critério de selecção, tornado público, esteve em desacordo com as afirmações feitas anteriormente pela própria Administração da Fundação. Mostraram estes Artistas, através da Imprensa, a sua estranheza quanto ao citado critério e, por isso mesmo, tornou-se-lhes imperioso dar a conhecer à crítica desapaixonada e ao público, grande juiz em todas as causas, do valor das referidas obras.» Os artistas são Albertino Guimarães, Alda Machado Santos, Álvaro Duarte de Almeida, António Saúde, Domingos Rebelo, Fortunato Anjos, Francisco Maya, Fernando dos Santos, Jaime Murteira, João Reis, João Barata, José Campas, José Joaquim Ramos, Júlio Silva, Lauro Corado, Luís Salvador Júnior, Machado da Luz, Maria Alexandrina Chaves Berger, Maria de Lourdes de Mello e Castro, Maria Toscano Rico, Paulo Gama, Pedro Guedes, Pedro Jorge Pinto, Romano Esteves, Rui Preto Pacheco, Silva Lino, Ventura Moutinho, José Basalisa, Alberto Sousa, Mário Salvador, Celestino Tocha, Júlio Vaz Júnior, Raul Xavier e João da Silva. Para terminar apenas uma nota: a Exposição das obras recusadas pela Gulbenkian decorreu de 21 a 30 de Janeiro de 1958 na SNBA. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 16:22

Domingo, 08.01.17

germano silva ou a alegria teimosa da j.o.c. no nosso C.V.

Germano Silva.jpeg


1956 marca o início no «J.N.» do trabalho de Germano Silva (n.1931) e, também, a morte do Padre Américo (1887-1956) que tinha muito a ver com a JOC embora não tenha sido discípulo directo de Monsenhor Cardjin (1882-1967),o fundador da JOC e autor da frase «Cada jovem trabalhador vale mais do que todo o ouro do Mundo». Seguidor dilecto do cardeal Cardjin foi o Padre Abel Varzim (1902-1964) que vai ser homenageado pelo Fórum Abel Varzim no dia 14-1-2017 em Cristelo (Barcelos) com uma romagem ao cemitério, uma sessão e uma celebração eucarística. Ponto curioso: tanto o Germano como o Padre Américo são de Penafiel e o Padre Abel Varzim é de Barcelos.«A Geografia é mais importante do que a História» – Vitorino Nemésio. Eu também fui da JOC entre 1961 e 1966 em Vila Franca de Xira. A explicação ´simples: não havia JEC e o senhor Vladimiro como seu barulhento triciclo era o nosso chefe todos os Domingos de manhã. Uma vez por ano fazíamos rifas com uma garrafa de vinho do Porto que ficava sempre para o ano seguinte. Nasci em 1951 quando o Germano Silva já tinha 20 anos mas a JOC é um ponto comum nos nossos CV. A JOC foi uma escola de vida para mim e, como comecei a trabalhar logo em 1966 com 15 anos, nunca deixei de me sentir dentro da JOC. O pormenor de ter começado a trabalhar numa sexta-feira (9-9-66) e de ter ido tirar a chapa dos Tuberculosos na segunda-feira são pormenores inesquecíveis como o ordenado de 900$00 e os 12 dias de férias no primeiro ano. Sem esquecer as quotas do Sindicato que paguei de 1966 a 1969 mas só nesse ano me tornei sócio; pertenci à classe de contínuos embora já tivesse o Curso Geral do Comércio mas não tinha idade. Está tudo no coro do Hino da JOC (vénia devida aos Jocistas da Nazaré): «De fronte erguida e dando as mãos /Alegres, juntos como irmãos /Jocista em paz com Deus, Jocista em paz / Avante, alegre, audaz». --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 13:03


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031





Visitas