Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Transporte Sentimental



Segunda-feira, 24.02.14

para anabela natário - um recado onde quer que esteja

Image.jpg


Aqui estávamos na Figueira da Foz em 1983 depois de uma conferência de Imprensa para preparar o I Encontro de Poesia Peninsular. Descobri a foto à bocado numas arrumações. Estamos todos muito novos, Anabela. Mas isso já tu sabias. O que eu queria dizer é que recebi uma mensagem no telemóvel para o lançamento de um livro na Bertrand mas atrapalhei-me com aquilo (novas tecnologias…) e perdi o contacto. Só percebi que era um livro teu porque fui directamente à Livraria Bertrand. Já tenho o livro, agora só falta lê-lo e fazer uma resenha. Assim de repente vejo a primeira fila e lembro-me de ti, do Joaquim Pessoa, do Francisco Belard, do Rogério Ferreira, do Fernando Dacosta, do Jorge Trabulo Marques, do Acácio Barradas, da Maria Antónia Fiadeiro, do Pina Cabral, do Luís Machado, do António Viana, do senhor Palma do Jornal «Poetas e Trovadores». Algumas das caras já não as conjugo com os nomes mas os anos passam – já lá vão mais de 30 anos, é muita coisa, muita vida, muita morte e muito sangue pisado. Do teu livro sei apenas que trata da vida rocambolesca do Diogo Alves, o ladrão que aterrorizou meia Lisboa no século XIX. Ainda não o li porque tenho tudo em caixotes, estou a arrumar de novo 38 anos de vida mas como vês até as coisas desagradáveis podem trazer boas surpresas. Descobri esta fotografia de 1983, quando todos éramos muito novos ali na Figueira da Foz onde mais tarde fui membro do Júri do Prémio Joaquim Namorado e também ajudei a descobrir a escrita da Dulce Maria Cardoso. Mas isso foi mais tarde, já nos anos 90, muito depois da nossa fotografia. Estamos todos muito novos na fotografia, o tempo passou, deixou marcas e só tu continuas a ser hoje a menina da primeira fila. José do Carmo Francisco --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 17:40

Segunda-feira, 24.02.14

cristiano ronaldo - ao terceiro jogo vai nascer de novo ou a vida contra a morte

Image.jpg


A vida é mistério e não um negócio. Por um destes acasos que não se explicam, eu vi dois jogos da equipa B do Real Madrid (Castilla) na TV - um contra o Barça B e outro contra o Saragoça. No primeiro jogo vi duas expulsões de jogadores do Castilla e no segundo vi uma expulsão: os resultados foram de 3-1 e 2-0 para o clube satélite do Real Madrid. Ao mesmo tempo também tinha visto a miserável cena da expulsão do Cristiano Ronaldo e tinha sabido do seu castigo exemplar: três jogos. O árbitro desse jogo tinha umas olheiras de patíbulo, era aquilo a que em Espanha se chama um verdugo e nós aqui um carrasco. O maloio antes de mostrar o cartão vermelho olhava com aqueles olhos tristes e parecia dizer sem palavras: «Tu és o melhor do Mundo mas eu sou melhor do que tu porque te vou expulsar e vou ser herói na minha terra». E nem viu ou nem quis ver o «peitaço» que um destrambelhado da outra equipa deu no jogador português vindo em louca correria do outro lado do campo. Isso não porque podia estragar o efeito e o homenzinho queria ser herói na sua pequena terra e na pequena «bodega» que frequenta e onde se gaba dos seus feitos desportivos. A vida é um mistério e não um negócio. Eu sei que é assim mas muitos não sabem a começar pelos árbitros que perseguem o Real Madrid e o Castilla com expulsões do outro Mundo. É uma pobre gente que nunca teria lugar mesmo na pequena história desportiva de Espanha se não tivessem a ousadia de expulsar jogadores da equipa de Madrid e do seu satélite. A vida é um mistério mas eles não sabem. Para eles tudo se resume ao pequeno negócio da espuma dos dias – ser conhecido nas primeiras páginas dos jornais. Mas o Cristiano Ronaldo é um jogador importante e ser importante é muito, muito mais do que ser conhecido. --

Autoria e outros dados (tags, etc)

por José do Carmo Francisco às 08:53


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2014

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728





Visitas